em Marketing Digital, Notícias
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 0 Flares ×

A partir do dia 25 de maio, entrará em vigor uma nova lei na União Européia para a proteção da privacidade dos usuários de internet desses país, a GDPR (General Data Protection Regulation). Com isso, empresas de pequeno, médio e grande porte de todo o mundo que utilizam dados de cidadãos europeus precisarão se adequar às novas regras ou correm o risco de receberem multas altíssimas.

A GPDR prevê, entre outras coisas, a obrigatoriedade da comunicação de vazamento de dados dentro de 72 horas do ocorrido aos afetados pela falha. Ela também determina que os cidadãos europeus têm direito de solicitar a exclusão de seus dados pessoais dos registros de organizações quando desejarem.

As empresas que usam dados de usuários europeus também passam a ser proibidas de transferir dados para outros países que não possuam leis adequadas de proteção. Além disso, empresas que processam dados pessoais deverão comprovar que têm autorização do usuário para armazenar essas informações e qualquer indivíduo poderá suspender seu consentimento a qualquer momento. Esse processo deve ser facilitado pela empresa em questão.

Diversos outros países já anunciaram que pretendem criar leis similares para proteção de dados de seus cidadão no futuro próximo.

Devido a todas essas novas regras, recentemente o Google Analytics anunciou algumas mudanças para atender aos requisitos dessa legislação. Como essa ferramenta possui uma função que permite a coleta de dados de usuários e eventos e o gerenciamento de quanto tempo eles serão mantidos no servidor, essas informações só serão mantidas pelo período determinado nas configurações da conta do Google Analytics. Assim, usuários que não alterarem essa configuração poderão perder seu histórico de dados.

Mas, calma. Não tenha medo. Confira o passo a passo a seguir e aprenda o que você precisa fazer para não perder essas informações.

Como salvar seu histórico de dados no Google Analytics?

1. Acesse a opção “Administrador” no menu lateral esquerdo;

2. Em “Propriedade”, clique em “Informações de acompanhamento”;

3. No submenu, escolha a opção “Retenção de dados”;

4. Selecione a opção “Não expirar automaticamente” em “Retenção de dados de usuários e eventos”.

Pronto! Agora seu histórico está seguro.

Se você tiver mais de uma “Propriedade e aplicativo” e “Vistas de propriedade” em sua conta, repita o passo a passo em cada uma delas.

Não quer perder nenhuma novidade do que acontece no mundo do marketing digital? Então, assine nossa newsletter e recebe notícias atualizadas sobre tudo o que acontece nesse mercado.

Posts recentes

Deixe um comentário

Contate-nos

Digite o que procura e pressione "enter" para realizar a busca

Transformação Digital: entenda quais são os impactos para a sua empresaMarketing de influência: vale investir nessa estratégia?