em Inbound Marketing, Marketing Digital
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 0 Flares ×

Apesar de não ser tão conhecido, o Growth Hacking está em alta no mundo do marketing digital. Muito utilizado por startups e empresas de tecnologia, essa metodologia de pensar e agir sobre um negócio com foco em seu crescimento tem sido considerada por muitos como a fórmula mágica para resolver todos os problemas de uma empresa. Mas é claro que isso não é bem assim.

Neste artigo iremos te explicar o que é Growth Hacking, os benefícios que podem trazer para o seu negócio e como aplicar essa técnica em sua empresa.

O que é Growth Hacking?

O termo Growth Hacking foi criado por Sean Ellis e é definido por ele como “marketing orientado para experimentos”. Esse profissional renomado ficou conhecido por promover o crescimento rápido das startups e empresas por onde passava.

Para conseguir esses resultados, ele utilizava um método que consistia em criar e testar hipóteses sobre possíveis gatilhos que, ao serem acionados, resultariam em um rápido crescimento do negócio. Com a análise dos resultados de seus testes, ele criava novas hipóteses e as colocava a prova, sempre focado em encontrar as estratégias e ações que provocassem o maior impacto sobre o crescimento da empresa da forma mais simples e rápida possível.

As hipóteses e ações testadas no Growth Hacking não são criadas a esmo, na lógica do “vamos testar qualquer coisa e ver o que dá resultado”. Elas são embasadas, só se testa o que tem chances de apresentar bons resultados com um bom custo/benefício. Essa é uma forma quase científica de desenvolver e aplicar estratégias de crescimento e pode ser utilizada em diversas áreas de uma empresa, como marketing, vendas e gestão.

Que resultados essa metodologia pode trazer para a minha empresa?

Como dissemos no início, não espere resultados mágicos do Growth Hacking. É claro que é possível encontrar exemplos de empresas que realizaram uma pequena alteração na cor de um botão do site e com isso obtiveram uma melhora impressionante em seus resultados do dia para a noite. Mas, no geral, ao utilizar essa técnica, o mais comum é conquistar o crescimento pela constância.

Ao utilizar o Growth Hacking você está constantemente testando e aplicando pequenas ideias para melhoria do seu negócio que, individualmente, irão resultar em pequenas taxas de crescimento. Porém, ao somar todas essas pequenas melhoras no resultado, isso irá representar um grande impacto em sua empresa.

Como utilizar Growth Hacking em seu negócio?

Realizar ações de Growth Hacking é simples, basta criar hipóteses, testá-las e avaliar os resultados. Mas como fazer isso de uma forma técnica, séria, e não na base do “achismo”? Para isso, preparamos um passo a passo:

1. Defina que resultado você pretende melhorar

Observe os resultados de sua empresa, veja quais indicadores precisam ser melhorados para alcançar seus principais objetivos e foque seus esforços neles. Por exemplo, se o principal objetivo de sua empresa é gerar mais oportunidades de vendas e você observou que as visitas ao seu site têm aumentado, mas a taxa de conversão de leads não está acompanhando esse crescimento, você pode se utilizar o Growth Hacking para alavancar seus resultados nessa métrica.

2. Gere ideias e selecione as melhores

Com o seu objetivo em mente, faça uma lista com ideias práticas que podem te ajudar a atingir o resultado esperado. Para gerar essas ideias, você pode realizar um benchmarking e ver o que tem sido feito por outras empresas do seu setor, pesquisar casos de sucesso relacionados ao seu objetivo, buscar ideias em grupos de discussão, blogs e livros que sejam referência no assunto e fazer um brainstorm com seu time. Anote todas as ideias que você encontrar e que surgirem nesse momento, sem exceção.

Com essa lista em mãos é hora de selecionar as ideias que serão testadas. O ideal é focar naquelas que sejam simples de serem aplicadas e que gerem um alto impacto no resultado esperado. Por exemplo, uma ideia para aumentar a taxa de conversão de leads em uma determinada landing page pode ser diminuir os campos a serem preenchidos no formulário dessa página.

3. Crie um modelo e coloque em prática seu experimento

Após escolher as ideias que serão testadas, é hora de planejar como elas serão executadas e analisadas. Esse é o momento de definir quem será o responsável pela execução do projeto, o que será feito exatamente, qual o período do teste, quais as métricas serão monitoradas, qual o resultado esperado, etc. É aqui que a ideia vira uma hipótese.

Voltando ao nosso exemplo, se formos diminuir os campos de um formulário em uma landing page, podemos criar o seguinte modelo de experimento:

Objetivo: aumentar a taxa de conversão na landing page (resultado atual: 32%)

Hipótese: com a retirada de dois campos de nosso formulário esperamos aumentar em 5% as conversões na página.

Métricas: número de visitas a página e número de cadastros efetuados

Ações necessárias: retirar os campos “telefone” e “cidade” do formulário; monitorar os resultados semanalmente

Período do experimento: de abril a junho de 2018

Responsável: Pedro

Com tudo documentado, é hora de colocar o teste para rodar da maneira planejada. Acompanhe regularmente as ações e os resultados preliminares. Dessa forma, caso a hipótese que está sendo testada piore muito os resultados, você pode parar o teste antes de prejudicar demais o seu negócio. Tenha em mente que essa é uma medida extrema, então, use o bom senso ao optar por desistir de experimento antes do prazo determinado.

4. Analise os resultados e registre os aprendizados e novas ideias

Ao finalizar o período do teste, analise os dados obtidos e verifique se a hipótese se confirmou. Caso não tenha alcançado o objetivo esperado, não fique desanimado. O objetivo dos testes também é gerar aprendizados e até mesmo novas ideias e hipóteses.

Registre os resultados alcançados e seus aprendizados junto com o modelo do experimento criado para a hipótese inicial. Acrescente as novas ideias que surgirem dessa análise à planilha de ideias criada no início de todo esse processo.

Agora que você sabe mais sobre Growth Hacking, que tal começar a utilizá-lo em sua empresa? Mais do que um método, essa é uma forma de olhar para o seu negócio que vai permitir que você explore, teste e descubra constantemente uma nova forma de melhorar seus resultados.

Quer receber mais dicas sobre estratégias para ajudar a sua empresa crescer? Assine nossa newsletter.

 

 

Posts recentes

Deixe um comentário

Contate-nos

Digite o que procura e pressione "enter" para realizar a busca

Marketing de influência: vale investir nessa estratégia?