em Inbound Marketing, Marketing Digital
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 0 Flares ×

Não há como fugir. Em algum momento, sua empresa precisará reformular seu site para atender as novas demandas e necessidades do seu negócio. Geralmente, pelo processo tradicional, um site precisa ser reformulado a cada dois ou três anos para readequar sua linguagem, conteúdo e design às novas tecnologias, demandas de consumo e estratégias do seu negócio.

Com certeza, você sabe da importância dessa ação e fica animado com a possibilidade de tornar seu site mais moderno, aprimorar a experiência de seus visitantes e melhorar seus resultados. Entretanto, se você já passou por essa situação, sabe a quantidade de tempo e dinheiro que serão investidos nesse processo que, muitas vezes, ao final, não atende totalmente as expectativas criadas.

Porém, já há algum tempo, um novo modelo de desenvolvimento de site vem sendo utilizado por empresas em todo o mundo: o Growth-Driven Design (desenvolvimento orientado para o crescimento, do inglês). Essa metodologia promete reduzir o tempo e os custos para a criação e atualização de sites e ainda aumentar seus resultados de marketing e vendas. Entenda melhor o que é essa novidade a seguir.

O que é Growth-Driven Design?

O Growth-Driven Design é uma metodologia de desenvolvimento de sites alinhada com os conceitos de Inbound Marketing. Ela trabalha com melhorias constantes nesse canal, voltadas para a aplicação de funcionalidades que realmente fazem a diferença para seus visitantes, gerando resultados mais rápidos para a empresa.

No processo tradicional de desenvolvimento de sites, tudo o que o que se pretende fazer para a página é planejado com antecedência e executado de uma vez só, o que leva tempo e dificulta adequações no meio do caminho para se adaptar as novas necessidades do negócio.

Por exemplo, se no momento da criação de seu site sua empresa tem o objetivo de atrair novos clientes, é provável que as funcionalidades de sua página sejam direcionadas para atingir essa meta. Entretanto, se em algum momento você desejar mudar seu objetivo principal com esse canal para consolidar seu relacionamento com clientes já conquistados, talvez você precise reformular seu site do zero para isso.

Com o Growth-Driven Design isso não acontece, pois esse estilo de desenvolvimento foca em ações menores, que são implantadas constantemente. A partir dos dados do comportamento de seus visitantes em sua página, suas equipes de desenvolvimento, marketing e vendas conseguem avaliar os resultados mais rapidamente e decidir que otimizações podem melhorar a experiência do usuário e aumentar as conversões nesse canal conforme os objetivos da empresa para cada momento.

Como aplicar na prática?

O começo do desenvolvimento de Growth-Driven Design é parecido com o método tradicional. O primeiro passo é definir os objetivos e metas para o seu site. Para isso, leve em consideração as necessidades de suas buyers personas e crie suposições embasadas sobre o que você acredita que seus visitantes desejam e o que precisam para se relacionar da melhor forma com o ambiente.

Com base nessas informações, crie uma lista com todas as páginas e funcionalidades que você acredita que são importantes para sua empresa e seus clientes.

Aqui começam as diferenças. Ao invés de lançar um site com tudo o que você descreveu em sua “lista de desejos”, defina o que é realmente imprescindível e lance uma versão inicial do seu site, mais simples, apenas com o que é realmente necessário para o seu negócio em um primeiro momento.

Com essa versão inicial no ar, analise os resultados e o comportamento de seus visitante em seu novo site. A partir disso, defina que páginas e funcionalidades de sua lista devem ser priorizadas e quais devem ser descartadas. Vá otimizando seu site com ações pontuais e direcionadas para atender aos resultados que você deseja atingir em cada momento.

Quais os benefícios?

O Growth-Driven Design é uma ótima ferramenta para sua empresa, pois coleta constantemente dados sobre seu público e como eles se comportam em seu site. Com essas informações, as equipes de desenvolvimento, marketing e vendas conseguem sugerir quais otimizações podem melhorar a experiência do usuário e podem criar estratégias e táticas mais assertivas para impulsionar o crescimento do negócio na direção que você deseja.

Além disso, projetos de Growth-Drive Design, levam muito menos tempo para serem finalizados e ficarem disponíveis para o público final. Por serem feitos em módulos menores, os custos de desenvolvimento acabam sendo mais acessíveis. Você não precisa investir uma enorme quantia de tempo e dinheiro em um projeto imenso de uma só vez. Pode ir realizando as etapas aos poucos.

Além de custos menores, outra vantagem é a queda considerável na redução de riscos. Isso porque, como o projeto é otimizado constantemente, as falhas são rapidamente detectadas e imediatamente solucionadas.

Sempre focando em resultados e adaptando-se às tendências mais modernas conforme elas surgem, o site da sua empresa pode aumentar seu potencial de atrair e envolver seus visitantes, convertendo em cliente reais com um custo mais baixo.

Quer ficar por dentro dessas e outras novidades na área de marketing digital? Curta nossa página no Facebook e não perca nossas postagens.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contate-nos

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

7 tendências de marketing digital para 2018plataforma-automacao-marketing